Comi fora

Para quem gosta de variar o cardápio.

Tan Tan, o melhor Noodle Bar que eu nunca fui

26 maio, 2018 Comi fora, Novidades Tags:, , , 0 Comentários

Naquele ambiente cool do bairro de Pinheiros, em São Paulo, fica uma biboquinha que rapidamente se tornou queridinha dos food bloggers, chamada Tan Tan Noodle Bar. Pelo que pude ver de fora, é um lugar simpático, transado e arrumadinho, que toca um rock ‘n roll e as pessoas falam alto descompromissadamente.

Cheguei no pior horário que se pode imaginar: 20h de sexta-feira. Como todo bom lugar em São Paulo, havia uma fila de espera com previsão de mais de 1h30. Mas eu estava determinado a comer aqueles noodles, e decidi não esmorecer. Daqui não arredo o pé!, bradei. Só que paulista não sabe o que significa arredar…

Apesar do aplicativo que gerencia seu lugar na fila de espera (ótima ideia por sinal), ficamos em pé ali por perto mesmo, e aí vem a parte boa: tem aquela janelinha para fora que você pede, basicamente, o que der conta de beber e comer em pé. A não ser, claro que arrume um lugar para sentar entre os disputadíssimos banquinhos, caixotes, meio-fios, balcão do manobrista, fachada das lojas vizinhas e o que mais sua criatividade permitir. Afinal, 1h40 de espera é ver um jogo de futebol inteiro em pé – só que sem ninguém jogando, a não ser aquelas gangues esquisitas de adolescentes que passeavam pela rua Fradique Coutinho naquela noite.

Pedimos uma cerveja. Meia hora depois, vagou o balcão do manobrista, e aí tomamos coragem: daqui já dá pra pedir um petisco!

Tebá – asinha de frango crocante, agridoce e apimentada.

Uma publicação compartilhada por Calebe Bezerra (@eujacomi)

E que petisco! Essa asinha é simplesmente deliciosa, apimentada, temperada por dentro e crocante por fora. E deixa a gente todo lambuzado.

Já que eu tinha chegado a tal ponto, fomos direto para o carro-chefe da casa, considerado por muitos um dos melhores sanduíches do Brasil: o Katsu-sando. E realmente, uma coisinha delicada deliciosa que daria pra comer uns 20, não fosse o preço (R$ 26).

Katsu Sando – sanduíche de barriga de porco empanada no pão de miga.

Uma publicação compartilhada por Calebe Bezerra (@eujacomi)

Próximo passo? Ah, já estamos aqui na quinta ou sexta cerveja, já conseguimos fazer amizade com aquela turma sentada no caixote, já pedimos praquela outra turma na única mesinha alta da calçada pra deixar a gente sentar quando eles saírem, tá tudo dominado aqui na rua! Bora pedir os pratos principais!

 

Ambos deliciosos, mas embora o Noodles fosse a pedida da noite, eu gostei mais do caldo do Happosai. Uma coisa curiosa que eu queria destacar é o ovo curado nos noodles, uma tradição asiática bem interessante. Ele é meio que cozido e meio que doce, e achei uma delícia exótica.

Os caldos eram levemente apimentados e uma verdadeira explosão de sabor. Não é à toa que todo mundo bebe o caldo depois que termina de comer os “sólidos”. Segundo fontes da casa, ele leva horas, senão dias cozinhando para chegar àquela textura e sabor ricos, complexos.

E foi quando eu já estava bebendo o caldinho da cumbuca que o meu celular vibrou, e veio a Hostess: Sr., sua mesa está pronta! Eu disse Querida, pode passar minha vez que deve ter gente precisando mais que eu. Traz só a sobremesa e fecha a conta pra nóis :-)

 

Tan Tan Noodle Bar
Rua Fradique Coutinho, 153 – Pinheiros – São Paulo – SP
http://www.tantannb.com.br

O segredo do Mocca Café

6 março, 2017 Comi fora Tags:, , , , , , 0 Comentários

Aceitei o convite para um almoço malandro no Mocca Coffee & Meal, que fica lá na Alameda da Serra, naquele lugar muito mais chique que Belo Horizonte mas que o povo prefere não dizer que é Nova Lima. Empresários engravatados aos montes numa quarta-feira, restaurante lotado, cozinha voando. Tudo por causa de uma novidade ousada.

A Adriana, proprietária, inventou uma tal de Quarta Secreta. É assim: você pede um prato secreto e paga quanto achar que deve. Sério! No dia em que eu estava lá, a média de pagamento foi R$ 22. Mas atenção: é só às quartas, e há uma quantidade limitada de pratos. Tão limitada, que nem sobrou pra mim ;-(

Mas quem disse que a fome da gente se abala com isso? Logo pedi um salmão grelhado com arroz cremoso de alho poró e vinagrete de abobrinha. Depois que eu soube que o prato principal era filé com batatas, acho que eu me dei até melhor, viu produção?

 

Explorando o renovado almoço executivo do Mocca Coffee & Meal. Salmão grelhado com arroz cremoso de alho poró e vinagrete de abobrinha e maçã verde.

O prato estava uma delícia. Demorou um pouco a sair, pois a casa tava lotada. É meio complicado almoçar dia de semana no Vila da Serra quando você está de minutos marcados, a não ser que você seja um trabalhador local. Mas eu como Howly curti bastante esse prato executivo aromático e diferente.

Falando francamente, o verdadeiro problema de ir para o almoço é que eu não teria apetite suficiente para degustar as maravilhas do café, que além de uma carta linda de bebidas quentes e frias, tem bolos, tortas e tudo mais. Quer dizer, não teria mas…

 

 

Rocambole de ovomaltine, bolinho de churros assado e o dono da casa: o Mocca Latte, um café espresso com calda de chocolate, leite e espuma de leite

Quando minha barriga ficou sabendo que tinha rocambole de ovomaltine, a casa caiu. E daí a Marcela falou “ah mas você tem que experimentar o bolinho de churros assado, porque ele é leve, não é frito” e lá fomos nós. E já que é pra chupar o pau da barraca, me vê aí um Mocca Latte, que é um café espresso com calda de chocolate, leite e espuma de leite, nesse copo de Irish Coffee super estaile. E papo vai papo vem com a Laura, a hostess super simpática, e a gente vai ficando…

Falando em style, que linda a decoração do lugar. Móveis retrô, iluminação super agradável, janelas amplas. Tudo o que um bom café precisa para te manter feliz lá dentro pelo tempo que você quiser. Seja trabalhando, igual aqueles malucos de Nova Lima, ou jogando conversa fora igual o pessoal “daqui”. Acho que o verdadeiro segredo do Mocca é esse: o ambiente deixa até a gente mais bonito :-)

mocca-coffee

Os pratos vão de R$ 25 a R$ 45, a la carte. Os cafés a partir de R$ 6. Bolinhos idem. E diz que vai rolar café da manhã por lá também, vale a pena se informar no instagram deles.

 

Atmosphera Mooca Coffee & Meals
Alameda da Serra, 224, Vila da Serra – Nova Lima MG

Horário de funcionamento:
Segunda e terça-feira – de 08 às 20h
Quarta a Sexta-feira – de 08 às 22h

Tem site viu?

Switch to desktop version