Sobremesas

Receitas de sobremesas pra comer sem culpa.

Torta Holandesa

6 julho, 2014 Sobremesas Tags:, , , 2 Comentários

torta-holandesa

A torta holandesa é uma sobremesa cheia de escolhas: chocolate ao leite ou meio amargo? Maizena ou biscoito maria? Uma camada de biscoito ou duas? E dessa vez me deparei com uma escolha nova. Ao invés do creme de leite normal, resolvi usar o creme culinário da Hu-la-lá, que embora não parecesse tão gostoso à primeira vista, acabou ficando um sucesso! Eu comi, continuarei comendo e recomendo.

300g de margarina
200g de açúcar refinado
800ml de creme culinário (ou creme de leite sem soro)
100ml de leite condensado
200g de biscoito maizena
200g de chocolate meio amargo (ou ao leite)
1 pacote de biscoito Calipso

rende 1 torta pequena

Primeiro, reserve 50g da margarina para usar na cobertura. Os outros 250g você joga na batedeira com o açúcar refinado e vai batendo até ficar um creme esbranquiçado. Quando isso acontecer, acrescente 600g do creme culinário/creme de leite e o leite condensado. Se quiser alcoolizar, rola uma dose de Cointreau ou Baileys aí também. Bata bem o creme até ficar consistente. Reserve.

Disponha os seus biscoitos maizena na forma da torta. Eu às vezes molho eles no leite com cointreau, mas nunca parei pra ver se faz diferença no final. Essa é a hora de quem tem TOC cobrir de forma uniforme toda a superfície, sem ter que quebrar os biscoitos. É quase impossível.

Aqui você pode variar: dependendo da profundidade da sua forma, dá pra colocar só metade do creme, deixar no freezer 15 minutos pra endurecer, depois colocar outra camada de biscoito e outra de creme. Se sua travessa é mais larga e mais rasa, melhor fazer tudo com uma camada só. Neste caso, coloque todo o creme e leve ao freezer por 15 minutos, enquanto prepara a cobertura. Isso também vai fazer variar a quantidade de biscoito maizena que você precisa.

De toda forma, a essa altura a sua torta deve estar no freezer, e você deve estar derretendo o seu chocolate no banho-maria. Alguns foodies tem a moral de derreter o chocolate no microondas, já aviso que não é tão simples quanto parece. Eu uso a boa e velha água quente no fogão com outra travessa por cima. Acrescente o que sobrou da manteiga e do creme culinário, e misture bem até obter uma calda uniforme. Deixe esfriar e disponha ela sobre a sua torta, já que agora a parte branca deve estar firme.Decore com os biscoitos Calipso, evitando fazer qualquer trocadilho com a banda, e leve à geladeira por cerca de 4h.

Um último mimo: se você tem vasilhinhas pequenas bonitinhas, experimente fazer a sobemesa em várias delas ao invés de uma tortona gigante. É um excelente presente no final de uma comida!

Mascarpone com mirtilo e açúcar de hortelã

16 abril, 2013 Sobremesas Tags:, , , , , , 0 Comentários

mirtilo com mascarpone

Às vezes uma receita sai assim: uma feliz coincidência do que você tem na geladeira. Eu tinha mirtilos e mascarpone, não sei explicar por que diabos comprei os dois sem saber pra que usar. Aí pensei: por quê não? Deu no que deu. O fruto mirtilo, para quem não sabe, é o mesmo que blueberry, muito usado para fazer cheesecakes, tortas e por aí vai. Uma frutinha azulzinha redondinha bonitinha. Então, sem mais delongas!

400g de mascarpone
4 gemas
6 colheres sopa de açúcar refinado
200g de mirtilos
1 maço de hortelã
suco de 1 limão

dá pra 4 pessoas

Bata as gemas numa batedeira e vá acrescentando, uma a uma, 4 colheres de açúcar, até formar um creme branco, o tal do off-white. Acrescente o queijo mascarponde (que de queijo não tem nada, vamos combinar), misture com gentileza, acrescente metade dos mirtilos, misture mais e reserve na geladeira.

Num pilão, soque gostoso as folhas de hortelã com o suco de limão e as outras 2 colheres de açúcar, até formar uma pasta feia e deliciosa.

Monte pequenos potinhos com o açúcar de hortelã embaixo, o creme de mascarpone com mirtilo, e depois vários mirtilos em cima. Leve à geladeira por cerca de 2 horas e depois é só curtir.

Mousse de fruta-do-conde, pinha ou araticum

2 março, 2012 Sobremesas Tags:, , , , 0 Comentários

mousse de fruta do conde

“O ônibus apinhado é o túmulo do pudor”, escreveu o sábio Nelson Rodrigues. Se apinhado vem de pinha, dá pra entender do que se trata. Essa fruta, de sementes bem juntinhas envoltas por uma polpa, tem um sabor arenoso, doce e esquisito para o que se poderia esperar de uma fruta do cerrado. Fruta do conde, pinha, araticum, chame do que quiser, mas coma com parcimônia: não é porque é fruta que é light.

5 frutas-do-conde médias maduras
1/2 lata de leite condensado
250 ml de creme de leite fresco
3 ovos
1/2 pacotinho de gelatina em pó

dá pra 4 pessoas

A parte mais difícil é separar a polpa, que fica apinhada dentro da fruta. Coloque-a sem casca num liquidificador, adicione o creme de leite e o leite condensado e vá pulsando devagar. Quando sentir que as sementes estão se soltando e começando a quebrar, retire toda a mistura e passe por um coador, onde a dor é maior, porque é um esforço tremendo fazer toda a polpa passar pelos buraquinhos. Se der conta, repita a dose, e aí a sua mousse vai ficando mais e mais lisinha.

Acrescente a essa mistura as 3 gemas de ovo, a gelatina (devidamente dissolvida conforme manda o pacotinho), e 3 claras em neve – essas últimas, adicionadas com carinho. Depois, é só levar à geladeira por 4 horas, decorar com um galhinho de hortelã se você for uma pessoa fresca, e partir para o abraço. E ah: não é bonita, mas é gostosa ;-)

Switch to desktop version