E esse Mercado da Boca, hein? É bafo ou não é?

24 março, 2018 Comi fora Tags:, , , 2 Comentários

O recém-inaugurado Mercado da Boca, ali um pouquinho antes do Posto Chefão, em Nova Lima, é daqueles empreendimentos que causam um frisson em toda pacata Belô. Também pudera: grandes nomes da gastronomia mineira reunidos um ao lado do outro, reduzindo seus egos a uma banca de uns 16 metros quadrados. Não deve ter sido fácil acender o rastilho de pólvora que transformou essa ideia numa realidade bombástica.

Já tá seguindo o Eu Já Comi no Instagram? Não me decepcione :-)

Vi pessoas aclamando a gastronomia mineira. Vi pessoas reclamando que não tem garçom. E como opinião é como bunda – cada um tem a sua e cuida como quiser, lá fui eu em pleno domingão lota-a-a-a-a-ado tentar formular a minha. Pelo menos uma primeira impressão, né?

Antes, pra você que estava num templo budista na China sem Facebook e ainda não ouviu falar do Mercado da Boca, aqui vai um pouquinho mais:

“O food hall conta com 4.000 m² agrupando grandes operações, como bares de gin, cervejas e drinks, adega de vinhos com dezenas de rótulos, restaurantes, e muito mais. A proposta é oferecer uma experiência única e completa para todos, com comidas, bebidas, espaço kids, empório e cada detalhe pensado para garantir o conforto e lazer dos visitantes, incluindo estacionamento com capacidade de até 400 vagas.”

Fora esse nome “food hall” que gourmetizou a boa e velha Praça de Alimentação… de fato, conseguiram montar uma estrutura invejável e reunir um time de peso. E não tou falando das barriguinhas dos chefs! Olha só a lista (no momento que escrevo este post) das atrações:

Gastronomia no Mercado da Boca:

Alma Chef
Chef Emmanuel Ruz
Chef Flavio Trombino (Xapuri)
Chef Fred Trindade (Trindade)
Chef Ivo Faria (Vecchio Sogno)
Chef Rodrigo Zarife
Clandestino (Borracharia)
Experiência Rullus
Green Up
Green Up Café
La Boqueria
La Macelleria
Marché Du Pain
Mi Garba
Morada Mexicana
Oh My Churros!
Patuscada
Prima Napoletana
Samba Fresh
Tasca Lusitana
W.Burger

 

Bebidas do Mercado da Boca:

Bar de Chopp e Cervejas Artesanais
Bar de Drinks
Bar de Gin
Bar de Vinho
Garrafeira (adega)

 

Mas então, vamos aos fatos?

Cheguei, com família, com filhos, com tudo. Às 13h. Obviamente havia uma fila quilométrica. Dada a minha comitiva, entrei no estacionamento subterrâneo – R$ 10 a hora (!) e por um momento achei que estava entrando no Mercado Central, que é o mesmo preço. Mas só lembrando que o Mercado Central é no centro (espaço mais disputado).

A parte boa de entrar no estacionamento foi entrar sem fila. Não sei se isso é norma ou privilégio, mas decidi não questionar.

Achamos nossos amigos, com escassas cadeiras – ficamos em pé – e fomos buscar bebidas. No bar de drinks, “algo docinho de morango” se transformou nesse cocktail chamado Inesperado:

mercado-da-boca-inesperado

Eu não esperava tão pouca vodka em um copo tão grande. Perguntei: mas é só isso aí de vodka mesmo, tem certeza? Confere aí na sua receita porque é pouco demais! Ao que fui respondido com um sóbrio: 50ml, senhor. O drink leva suco de pêra (sufresh de caixinha), suco de morangos e um licor francês. Não esperava que fosse tão ruim. Próxima vez, melhor ir ao bar de Gin.

Já que estamos na Boca, vou comer logo uma Língua, pensei. E era lá no Clandestino, do queridíssimo Jaime, que estava lá com a sua discreta simpatia. Não teve erro, e desculpa puxar o saco porque essa língua tava demais. Uma farofinha, um coentro e uma pimenta jalapeño que mataram meu coraçãozinho.

mercado-da-boca-lingua-jaime

Seguindo pelo primeiro andar, estive também no também querido Flavinho Trombino, do Xapuri, comendo tradicionais e fritos na hora pastéis de angu recheados com requeijão ou com carne; e o fígado acebolado com jiló, receita importada diretamente do Mercado Central para o Mercado da Suíça, digo, da Boca.

mercado-da-boca-figado-jilo-pastel-angu

 

Um petisco aqui, outro ali, você gasta R$ 100 e nem achou uma cadeira pra sentar ainda. Não que sentar seja um problema – lá é um ambiente pra quem, como eu, não se incomoda de passar um tempo em pé. Mas a fome apertou e recorremos a uma boa e velha amiga italiana: a Pizza da Prima Napoletana, na sua versão “La Boca”, que leva parma, brie e cogumelos. Bela massa, recheio mais rechonchudo, adaptado ao gosto do brasileiro. Resolveu nosso problema de Boca Gulosa com um ótimo custo-benefício em relação ao contexto local.

mercado-da-boca-pizza

 

Pra fechar a tampa do caixão, um café espresso Orfeu e um croissant tradicional do Green Up.

mercado-da-boca-cafe

 

As coisas são gostosas? Sim! Ainda mais se você souber escolher o que gosta. Tem muuuita opção e todo mundo está tentando fazer algo bem feito.

As coisas são baratas? De jeito nenhum! Não vá esperando gastar menos de R$ 100 pra petiscar e beber algo.

Tá lotado? Tá lotado! Se for no final de semana, chegue muito cedo ou depois das 15h que as cozinhas respiram melhor para poder te atender.

Achei muito positivo: muitas famílias, crianças andando soltas sem causar problemas, gente em geral educada, controle de lotação que não deixou o ambiente ficar insuportável, sistema de fichas pré-pagas bem inteligente e prático.

Pode melhorar? Sempre. Mas eu acho que “lá vem mais uma modinha”, “lugar gourmetizado” e termos afins nunca ajudaram a construir essa preciosidade que a nossa gastronomia se tornou. Eventualmente, você vai comprar algo que não gostou tanto, vai esperar demais em uma fila, vai ter problemas para achar um lugar pra sentar. Mas o espírito de mercado é esse, né?

Por último: não, eu não acho que os preços vão cair. Nunca fui de criticar preços dos lugares, acho que cada um cobra e paga o que o mercado permite. Mas não dá pra negar que este Mercado da Boca morde o bolso da gente ;-)

Como assim, você não foi lá ainda pra formar a sua opinião e parar de criticar a dos outros?

 

MERCADO DA BOCA
Av. Toronto, 156 – Jardim Canadá

Horário de funcionamento:
Quinta: 17:00 às 00:00
Sexta: 12:00 às 00:00
Sábado: 11:00 às 00:00
Domingo: 11:00 às 20:00

Vai lá no Instagram deles

2 Comentários

  1. admin em maio 10, 2018 diz:

    Que pena eu morar tão longe :(

    Responder
  2. admin em julho 18, 2018 diz:

    Que medo dos preços kkkkkk
    ..

    Responder

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version