House of Prime Rib

29 maio, 2014 Comi fora, Comida americana, Novidades Tags:, , , , 3 Comentários

No planejamento da #luademelgastronomica tinha espaço para alguns jantares mais arrumadinhos, e o primeiro deles seria no House of Prime Rib, em San Francisco. Com um excelente nível de recomendação no TripAdvisor, OpenTable e outros sites do tipo, foi atração instantânea.

Eu estava doido para experimentar o tal corte Prime Rib. Também não conhecia, mas explico: é uma espécie de bisteca bovina, de uma raça de boi de grande porte chamado Angus, uma das melhores para consumo. O corte  pega a carne em volta da costela. Por aqui, tem gente que chama de contrafilé de costela. Visualmente…

primerib

 

Então o lugar tava lotado, eles já te colocam numa mesinha de espera com umas castanhas charmosas e (sempre) te oferecem água para esperar de boa.

house of prime rib 1

 

Rapidamente fomos sentados, e já veio um pãozinho redondo com manteiguinha. Eu sou tarado num pão, e logo comi uma fatia pra acalmar o apetite. Mal sabia eu sobre o que estava por vir…

house of prime rib 2

 

Na House of Prime Rib, só tem uma opção: escolher o tamanho do seu corte de Prime Rib. No mais, é isso aí. Então eu escolhi um corte médio-grande e minha esposa, um normal. E lá veio o garçom negão super simpático fazer a salada bem na nossa frente, com alguma destreza.

house of prime rib 3

Era tipo uma Caesar Salad, com alguns vegetais a mais e um molho bem temperadinho. Gostoso! Vou comer esse prato inteiro, afinal salada não ocupa espaço na barriga né? Mal sabia eu…

house of prime rib 4

 

Com a ajuda do Somellier, escolhemos um vinho incrível, chamado Epoch Estates, com um misto das uvas Cab Franc, Shiraz e Tempranillo, de uma região da Califórnia chamada Paso Roble (mais sobre vinhos californianos nos próximos posts). O cara foi tão simpático, que ao saber que a gente ia visitar Napa Valley, tratou de escrever suas recomendações das melhores vinícolas, que para ele são as menores, onde você poderia ter uma chance de conhecer o dono e beber junto com ele.

house of prime rib 5

 

E então começou o pesadelo. O negão-simpatia se aproximou com duas batatas assadas gigantescas e um monte de complementos, para fazer uma Jacked Potato que sozinha já é um almoço. Dá-lhe sour cream, bacon, cebolinha e Jack Cheese!

house of prime rib 6house of prime rib 8

 

E depois ele me veio com um corte de Prime Rib simplesmente gigantesco. Tipo, quase 1kg de carne. E por cima ainda pôs um tal de Yorkshire Pudding, com um outro molhinho. E mais um creme de espinafre do lado. E mais uma tigelinha de milho doce pra acompanhar, e ele deve tar pensando “eu acho é pouco”, e eu ficando desesperado com a falta de espaço na minha mesa. Esse prato aí é daqueles grandes de self service, e olha o tamanho que a carne fica nele:

house of prime rib 7

 

 

A essa altura, a mesa ficou tão cheia de comida que minha esposa perdeu o apetite. Eu, o inocente, que havia comido pão e salada à rodo, fui encarar o Prime Rib, e é simplesmente delicioso. A carne assada por 4 a 6 horas num fogo brando com um gosto sutil, ultra-macia apesar da altura do corte, derretendo na boca. A batata, uma delícia. O espinafre, interessante. O pudding, nem tanto, acho que é algo mais cultural. Mas o fato é que eu não cheguei nem na metade do prato para honrar o meu nome.

house of prime rib 9

 

No que o garçom percebeu nosso sofrimento com tanta comida na mesa e a nossa incapacidade de consumi-la, sorriu e disse: “nós americanos, gostamos de coisas grandes por aqui. Gostamos de fartura”. É algo cultural, entendo. Mas cabia a ele ter me avisado, desde a maldita hora do pãozinho, que eles não estavam de brincadeira com os tamanhos das porções. Mandamos embalar numa sacolinha pra viagem, e quase não cabe tudo na sacolinha de tanta comida que sobrou. Depois, olhávamos para a sacolinha e a cena da montanha de comida vinha à mente. Eu perdia o apetite. Fartura é uma coisa, exagero é outra. House of Prime Rib é outra.

Quer ver mais sobre a minha Lua de Mel Gastronômica? Tá aqui.

3 Comentários

  1. admin em maio 30, 2014 diz:

    Era tanta comida, mas tanta comida, que só de olhar meu estômago encheu e eu não consegui comer nada! Um exagero, no sentido ruim da expressão…

    Responder
  2. admin em junho 18, 2014 diz:

    Muito legal seu texto, me diverti lendo e esse final “Fartura é uma coisa, exagero é outra. House of Prime Rib é outra.” foi ótimo, rsss.
    Realmente nos EUA os restaurantes costumam servir com fatura e é super natural levar o restante para casa.

    Próxima ida a SF vou querer ir nesse restaurante e o bom é que já vou preparado para comer apenas um pouco de cada parte desse banquete, rsss.

    abraços

    Responder

Trackbacks para este post

  1. Os melhores da semana estão no ar! - Coxinha Nerd

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version