Molho barbecue caseiro – aprenda a fazer!

4 abril, 2016 Acompanhamentos, Comida americana, Muito fácil Tags:, , , , , , 33 Comentários

Começo este post relembrando sábias palavras de um caro amigo: “esse barbecue é metade pra comer e outra pra passar na cara”. Sério, esse molho barbecue é a definição ilustrada de palhaçada. Você pode passar molho barbecue caseiro em praticamente qualquer coisa que fica bom. Desde uma costelinha, um hamburguer, fritas, camarão, até pessoas se bobear. E o fato dessa receita ser feita em casa ainda dá aquele plus-a-mais. Embora os ingredientes sejam industrializados, você pode comprar o seu molho favorito e fazer o teste pra ver a diferença.

receita de molho barbecue caseiro

100ml de óleo
1 cebola média, picada em cubos
2 dentes de alho, picadinhos
300ml de ketchup
300ml de água
100ml de suco de limão
1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto
5 colheres de sopa de açúcar mascavo
3 colheres sopa de molho inglês/worcestershire
2 colheres sopa de mostarda amarela
Sal e pimenta do reino

dá pra 500ml de molho 

Fazer um bom molho barbecue em casa é tão fácil quanto comprar os ingredientes. Comece aquecendo o óleo numa panela funda, acrescente as cebolas e frite-as até ficarem transparentes; acrescente o alho e deixe dourar um pouquinho mais. Em seguida, já vai colocando sal e pimenta do reino, o ketchup e a água – aqui, um truque: use o mesmo vidro do ketchup para colocar a mesma quantidade de água, e você ainda aproveita pra não desperdiçar este que é o melhor condimento do planeta.

O seu molho deve começar a ferver, então deixe a panela meio tampada, pra não arruinar a sua bela cozinha. Acrescente o suco de limão, açúcar mascavo, vinagre, molho inglês e mostarda. Isso vai formar um molho escuro e riquíssimo, e olha que a minha foto não faz jus a essa maravilha.

Existem nessa receita algumas versões diferentes que eu já comi: às vezes uso melaço ao invés de açúcar mascavo, e até já tive que usar açúcar normal. Também já substituí o vinagre normal pelo balsâmico, e aí, caprichei na dose. Todos ficam deliciosos, cada um da sua maneira. Também já inventei moda seguindo a receita americana e usei um pouco de essência de fumaça, que daria o tom “defumado” ao molho, e ficou até legal, mas não é sempre que se tem fumaça líquida em casa, né?

Deixe o seu molho ferver em fogo baixo até reduzir por volta da metade do volume inicial. Ou seja, ele vai ficar com a consistência de um extrato de tomate. Aí é só desligar, reservar metade para passar na cara e o resto coma como quiser! Nham, nham, Delicious!

 

Quer saber mais sobre o molho barbecue?

Os primórdios do molho barbecue eram tipicamente feitos de vinagre, sal e pimenta, e tem traços na literatura do século XVIII em imigrantes alemães. No entanto, o açúcar, ketchup e molho inglês (que os ingleses chamam de Worcestershire) começaram a ser utilizados só lá pelos anos 1920. Após a 2ª guerra mundial, a quantidade de açúcar e o número de ingredientes cresceram significativamente para se chegar às diversas correntes filosóficas de barbecue que temos hoje.

A Georgia Barbecue Sauce Company foi a primeira a comercializar o produto, lá por volta de 1909, em Atlanta. Heinz e Kraft Foods, duas das maiores indústrias alimentícias do mundo até hoje, só foram aderir à moda muito depois.

Mas o que eu acho mais interessante da história do barbecue é que, embora ele seja um molho fácil de reconhecer, há diferentes estilos dele nos EUA. Listo aqui algumas correntes de barbecue que encontrei:

Carolina (estado americano)

Originalmente ligado a escravos, costumava levar vinagre, pimenta do reino e flocos de pimenta chilli. Era usado tanto para marinar quanto para molho após a carne estar pronta. Em outras regiões da Carolina, adicionava-se pasta de tomate, ou mesmo ketchup. E ainda em outras, mostarda amarela.

Memphis

Entrou com o melaço de cana como elemento para adoçar, e também alguns temperinhos diferentes.

Kansas City

Entra com mais molho de tomate, açúcar, vinagre e vários temperos. Parece um pouco com o da Carolina, mas é mais denso, e por isso não tão bom para marinar a carne, já que não consegue penetrá-la com tanta facilidade. Este é o estilo mais popular – e talvez seja o que eu fiz :-)

Texas

As versões mais tradicionais levam cominho, chili pimenta negra e cebolas frescas, usando menos tomate e açúcar. Parecem-se mais com uma sopa de tomate, e também são menos espessos, ou seja, melhores para marinar. Muitos também levam como ingrediente o caldo da própria carne assada.

Alabama

O Alabama tem um molho branco curioso, também chamado de barbecue, mas baseado em maionese, com vinagre, açúcar, sal e pimenta negra. É mais utilizado em frango e porco.

 

E agora, que tal babar em algumas ideias de barbecue?

Use o molho barbecue para marinar uma costela suína por 12 horas, e depois asse-a no forno a 80º por 6 horas. A carne vai desmanchar como nunca se viu.

Se puder, peça ao seu açogueiro para cortar a peça inteira de costela de porco em apenas 2 partes, fazendo com que os ossos fiquem mais longos. Isso deixa a peça bem mais atraente.

Aproveite para servir como acompanhamento uma batata assada no mesmo forno, e recheada de sour cream, bacon e queijo – confira aqui a receita de jacked potato!

 

 

33 Comentários

  1. admin em dezembro 4, 2012 diz:

    Oi Calebe,

    já fiz este molho usando a fumaça líquida e fica uma delícia. Uso para assar costelinha de porco. A fumaça tem lá no Mercado Central e serve também para borrifar carne para assar. Dá um gostinho muito bom.

    Ju

    Responder
  2. admin em dezembro 4, 2012 diz:

    que sucesso essa receita! mas queria saber qto tempo dura o molho na geladeira!

    Responder
    • admin em dezembro 4, 2012 diz:

      Sinceramente, nunca passou de uma semana… mas porque nunca sobrou, não porque estragou ;-)
      Te sugiro congelar porções menores se for o caso!

      Responder
    • admin em agosto 16, 2015 diz:

      A validade será a validade do cactchup

      Responder
  3. admin em março 8, 2015 diz:

    Olá, esperimentei a sua receita do molho barbecue , fiz e comi com costelinha de porco, ficou deliciosa..parabéns e grata por postar….um abraço

    Responder
  4. admin em março 8, 2015 diz:

    Olá, experimentei a sua receita do molho barbecue , fiz e comi com costelinha de porco, ficou deliciosa..parabéns e grata por postar….um abraço

    Responder
  5. admin em abril 23, 2015 diz:

    Acabei de fazer. Essa receita funciona mesmo, ficou uma delícia. Só diminui a quantidade do óleo.

    Responder
  6. admin em maio 25, 2015 diz:

    Oieee

    Responder
    • admin em maio 25, 2015 diz:

      Oieee …..eu fiz e ficou muito bom!

      Responder
      • admin em maio 26, 2015 diz:

        Que bom saber!!! Põe foto e me marca no insta pra gente ver???

        Responder
  7. admin em junho 4, 2015 diz:

    Fiz hoje para acompanhar costelinha. Ficou muito bom! Obrigada!

    Responder
  8. admin em junho 26, 2015 diz:

    É pra passar na cara quente ?minha amiga passou quente e ficou linda haha fizemos o molho ficou muito bom vamos comer com costelinha

    Responder
    • admin em junho 26, 2015 diz:

      Se for cara de pau pode passar! rsrsrs

      Responder
      • admin em maio 4, 2016 diz:

        Gente, sei que na receita não tem, mas, eu coloquei 03 cravos da índia e ficou maravilhoso para o meu paladar, ficou um pouquinho mais picante como eu gosto, se alguém quiser experimentar fica a dica. Abraços.

        Responder
      • admin em maio 18, 2020 diz:

        Antes, é bom passar óleo de peroba! ????????????

        Responder
  9. admin em julho 26, 2015 diz:

    Olá boa noite, fiz o molho barbecue exatamente como na receita, acrescentei cravo um pouco de pimenta preta, páprica picante e o resto, ficou ó uma delicia, enquanto deixava no forno uns suinos enrolados a bacon, fui acrescentando e molhando o mesmo com o molho barbecue, deixei no forno por um tempo e fui molhando com o molho, Ficou perfeito sem mais palavras para descrever o quão perfeito e delicioso ficou, obrigado.

    Responder
  10. admin em setembro 25, 2015 diz:

    Olá, tenho hotdogs e já faço maionese caseira p clientes, e gostaria de acrescentar o barbecue,já que em um dos lanches a gente usa,será que ficaria ainda melhor c o barbecue caseiro???? Já fiz uma vez,e acabei n faz mais!!!!

    Responder
    • admin em setembro 27, 2015 diz:

      Tem gosto pra tudo! Se vender bem, que mal tem? risos

      Responder
  11. admin em setembro 25, 2015 diz:

    O meu ficou apenas com gosto de ketchup.

    Responder
    • admin em setembro 27, 2015 diz:

      Ish… tenta com 200ml da próxima vez… mas as proporções são essas que eu escrevi mesmo!

      Responder
  12. admin em fevereiro 15, 2017 diz:

    gostaria de saber para 60kg de costelinha quantas medidas dessa é suficente.

    Responder
    • admin em fevereiro 15, 2017 diz:

      Oi Suzana! Eu faria umas 20 receitas. Mas é meu chute, tá?
      bjos

      Responder
  13. admin em junho 28, 2017 diz:

    Acabei de fazer. Usei um pouquinho de molho de tomate pronto e esqueci do limão, mas ficou gostoso com a costelinha. Obrigada pela receita.

    Responder
  14. admin em novembro 15, 2017 diz:

    Ótima receita, tbm acrescentei mais especiarias, como canela, noz moscada e cravo, cúrcuma e cominho.
    Esse molho é acompanhamento para tudo ! Abs

    Responder
  15. admin em dezembro 10, 2018 diz:

    Fiz essa receita e a família adorou, tive que fazer de novo, agora finalmente anotei rsrsrs, já recebi encomenda para o natal, muito bom mesmo com certeza é de comer rezando, vai bem com porco, frango, com tudo, não dura na geladeira comem tudo obrigado.

    Responder
  16. admin em março 26, 2019 diz:

    Vendo a foto, deu água na boca, agora lendo você falando sobre, me obrigo a tentar, pena ter achado este artigo só agora. Vou salvar aqui para publicar o resultado, agora é só cruzar os dedos. hahaha.

    Responder
  17. admin em junho 16, 2020 diz:

    O meu nao ficou muito parecido com esse, mas ate que deu para encarar.

    Responder

Trackbacks para este post

  1. Costeletas de porco ao molho barbecue | Eu já comi

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version