Pernil de cordeiro com damascos e tomilho

14 maio, 2010 Carnes, Comida mediterrânea Tags:, , , 8 Comentários

Inspirado em receita do livro Jamie Oliver – O chef sem mistérios
Pernil de cordeiro com damascos e tomilho

O Dr. Emerson, além de médico, ainda cria cordeiro que é uma beleza. Ele me forneceu um belíssimo pernil de cordeiro produzido por ele mesmo e eu experimentei essa receita. Claro que ficou excelente, claro que eu comprei muitos e muitos quilos mais da excelente carne de cordeiro dele. Claro que essa foto já é da segunda vez que fiz, que ficou ainda melhor que a primeira, porque aprendi melhor sobre como assar essa belezura. Claro que você deveria experimentar!

1 pernil de cordeiro, cerca de 1,7kg
1/2 cabeça de alho
1 maço de tomilho, defolhado
suco de 1/2 limão
1 punhado de damascos secos

Azeite extra-virgem

Sal marinho

rende 6 porções

A parte que exige destreza é o preparo do pernil para receber os temperos. É necessário escavar com a faca, ao redor do osso, de um lado, abrindo um túnel; depois, escave ao redor do osso pelo outro lado, tentando fazer com que esse segundo túnel encontre o primeiro. Uma obra digna de qualquer engenheiro civil. Adicionalmente, faça umas 8 perfurações ao longo da carne, nas laterais, e enfie o dedo em cada uma delas para ampliá-las. Não se preocupe, o cordeiro aguenta essa violência.

Soque um punhado de tomilho com um punhado de sal e alguns dentes de alho, num almofariz. Quando virar pasta, acrescente um pouco de azeite e o suco de 1/2 limão. Pique os damascos e misture-os aí também, vai com fé que vai dar tudo certo.

Enfie essa mistura no seu túnel de cordeiro, e nos rombos que você abriu com os dedos. Seja generoso com os damascos, colocando-os nos seus devidos furos. Esfregue o restante por toda a carne, bem como esfregue um bocado de sal nas partes que você achar que ficaram desfavorecidas.

Unte a assadeira com azeite e leve o cordeiro, coberto por papel alumínio, ao forno em temperatura média-alta, tipo 225ºC, por cerca de uma hora, virando após 30 minutos. Ele deve permanecer macio, de modo que a pressão dos seus dedos afunde a carne. Esse é o ponto certo. Claro que é difícil acertar o ponto de primeira. Claro que o ponto da carne é do gosto de cada um. Mas é claro que eu tirei o meu bem-mal-passado… já viu né?

8 Comentários

  1. calebe em maio 14, 2010 diz:

    Mas tá um cozinheiro de mão cheia esse menino! :) Adoro cordeiro!

    Responder
  2. calebe em maio 14, 2010 diz:

    Fui, experimentei, e comi até entuchar! Teve a manhã KM!

    Responder
  3. calebe em maio 14, 2010 diz:

    perdi mesmo.acontece né…(maldito freela!)

    Responder
  4. calebe em maio 14, 2010 diz:

    Fui, comi, comi de novo até pasar vergonha.Quero ver se a língua ao molho de vinho ainda aparece por aqui também!

    Responder
  5. calebe em dezembro 18, 2013 diz:

    Adorei a receita! vou fazer para a ceia deste Natal. A minha pergunta é: qual o melhor acompanhamento, que não seja arroz ou maionese? Obrigada e um abraço!

    Responder
    • calebe em dezembro 20, 2013 diz:

      Um couscous vai muito bem com esse cordeiro também! Ou então umas batatinhas assadas com alho!

      Responder
  6. calebe em dezembro 14, 2014 diz:

    vou tentar caprichar nos detalhes e fazer esse delicioso cordeiro que já acho eu que deve ser dos deuses kkkkk, bom tento depois direi a vocês, abraços e desejo pra geral um natal feliz cheio de coisas especiais e em primeiro lugar jesus na vida e na casa de casa um de vocês.

    Responder

Trackbacks para este post

  1. Damascos e tomilho no Pernil de cordeiro pro Natal | DE OLHO NA MÍDIA

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version