Receita de Arancini, o bolinho frito de risoto

26 julho, 2018 Acompanhamentos, Comida italiana, Muito fácil, Petiscos Tags:, , 0 Comentários

A palavra Arancini vem do italiano “laranjinha” ou algo assim, pelo seu formato redondo e laranjinha. Exceto o meu Arancini, que ficou compridinho e branquelinho, a foto não nega. Mas calma, o que importa é o sabor! E o que importa é transformar aquele seu risoto maravilhoso, que só fica maravilhoso enquanto fresco, em outra coisa maravilhosa no dia seguinte.

Lá no rancho, chegamos ao ponto de fazer deliberadamente mais risoto que o necessário, só para sobrar, e termos a “necessidade” de reaproveitar as sobras fazendo arancini no dia seguinte antes do almoço, com uma cervejinha bem gelada.

Mas o que é arancini, você me pergunta? Nada mais é que um bolinho de risoto, recheado com queijo, ou com ragu de carne se possível, reza a lenda que é a receita tradicional. Daí, é empanado e frito por imersão. Sim, meus amigos, se bolinho de arroz já é uma maravilha, imagina o de risoto?
arancini pronto

100g de QUALQUER risoto que sobrou
1 gema de ovo
2 ovos inteiros
100g de mussarela ou queijo prato ou outro queijo que derreta ou carne desfiada ou nada mesmo, fica bom de qualquer jeito ;-p
6 colheres sopa de farinha de trigo
opcional: 3 colheres de sopa de farinha panko (farinha de pão japonesa), se quiser empanar de um jeito diferente
óleo para fritar
1 colher sopa de salsinha bem picadinha

rende uns 8 bolinhos

Pegue o risoto sobrevivente e misture à gema de ovo e 1 colher de sopa de farinha de trigo (ou de panko) e a salsinha. Aqui, não tem regra: o negócio é ir amassando e amassando até sentir que é possível fazer uma bolinha firme. Precisou de mais ovo ou de mais farinha? Não faça perguntas, apenas adicione e amasse.

fazendo arancini

Deu o ponto da “massa” de risoto? Enrole em volta de um belo naco de queijo, totalmente escondido, e bora empanar.

Alinhe os três pratos de trigo para três tigres tristes: o primeiro com farinha de trigo, o segundo com os 2 ovos levemente batidos, o terceiro com mais farinha de trigo (ou a panko, se você quiser inventar moda e matar um italiano do coração). Passe o bolinho no primeiro prato – aquele da farinha de trigo, mas só uma camadinha fina, tá? Depois, vai pro ovo, depois passa no terceiro prato, e aqui é uma camadinha mais grossinha de farinha, tá? E direto pra gordura quente.

#MACETE use mãos diferentes para rolar o bolinho em cada prato. Sim, você só tem duas mãos, então uma mexe nos ovos, e a outra nas farinhas. Isso evita que a sua mão também fique empanada e você acabe colocando ela pra fritar no lugar dos bolinhos.

Eu gosto de usar óleo de canola ou de milho para fritar por imersão. Não adianta o óleo estar absurdamente quente, porque vai fritar por fora e não vai derreter o queijo por dentro. Também não acho que adianta air fryer nesse caso. Afinal, quem você está querendo enganar? Comeu risoto ontem e agora vai dar uma de light atacando as sobras? Me poupe né.

O bolinho vai pra um prato com papel toalha pra dar aquela secada básica, e aí vem um complemento matador: geleia de pimenta. Sério, você nunca comeu fritura com geleia de pimenta? Isso explica muita coisa. Não faça perguntas, apenas mastigue e seja feliz!

arancini

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version