tag: Doces

Torta Holandesa

6 julho, 2014 Sobremesas Tags:, , , 2 Comentários

torta-holandesa

A torta holandesa é uma sobremesa cheia de escolhas: chocolate ao leite ou meio amargo? Maizena ou biscoito maria? Uma camada de biscoito ou duas? E dessa vez me deparei com uma escolha nova. Ao invés do creme de leite normal, resolvi usar o creme culinário da Hu-la-lá, que embora não parecesse tão gostoso à primeira vista, acabou ficando um sucesso! Eu comi, continuarei comendo e recomendo.

300g de margarina
200g de açúcar refinado
800ml de creme culinário (ou creme de leite sem soro)
100ml de leite condensado
200g de biscoito maizena
200g de chocolate meio amargo (ou ao leite)
1 pacote de biscoito Calipso

rende 1 torta pequena

Primeiro, reserve 50g da margarina para usar na cobertura. Os outros 250g você joga na batedeira com o açúcar refinado e vai batendo até ficar um creme esbranquiçado. Quando isso acontecer, acrescente 600g do creme culinário/creme de leite e o leite condensado. Se quiser alcoolizar, rola uma dose de Cointreau ou Baileys aí também. Bata bem o creme até ficar consistente. Reserve.

Disponha os seus biscoitos maizena na forma da torta. Eu às vezes molho eles no leite com cointreau, mas nunca parei pra ver se faz diferença no final. Essa é a hora de quem tem TOC cobrir de forma uniforme toda a superfície, sem ter que quebrar os biscoitos. É quase impossível.

Aqui você pode variar: dependendo da profundidade da sua forma, dá pra colocar só metade do creme, deixar no freezer 15 minutos pra endurecer, depois colocar outra camada de biscoito e outra de creme. Se sua travessa é mais larga e mais rasa, melhor fazer tudo com uma camada só. Neste caso, coloque todo o creme e leve ao freezer por 15 minutos, enquanto prepara a cobertura. Isso também vai fazer variar a quantidade de biscoito maizena que você precisa.

De toda forma, a essa altura a sua torta deve estar no freezer, e você deve estar derretendo o seu chocolate no banho-maria. Alguns foodies tem a moral de derreter o chocolate no microondas, já aviso que não é tão simples quanto parece. Eu uso a boa e velha água quente no fogão com outra travessa por cima. Acrescente o que sobrou da manteiga e do creme culinário, e misture bem até obter uma calda uniforme. Deixe esfriar e disponha ela sobre a sua torta, já que agora a parte branca deve estar firme.Decore com os biscoitos Calipso, evitando fazer qualquer trocadilho com a banda, e leve à geladeira por cerca de 4h.

Um último mimo: se você tem vasilhinhas pequenas bonitinhas, experimente fazer a sobemesa em várias delas ao invés de uma tortona gigante. É um excelente presente no final de uma comida!

Tiramisú de ovomaltine

13 setembro, 2010 Comida italiana, Sobremesas Tags:, , , , 10 Comentários

receita de tiramisú de ovomaltine

Tiramisú, disse um amigo, é algo como “me jogue para cima”. Feito com ovos, queijo mascarpone, café e conhaque, essa sobremesa italiana pode até ser considerada afrodisíaca. E é claro que eu me delicio com esses aspectos culturais. Decidi reinventar a sobremesa trocando o café – que é na verdade a alma do tiramisú – pelo ovomaltine, porque vejo que os jovens de hoje já não são tão propensos ao cafezinho como a um bom milkshake de ovomaltine, né? Se faltar grana, pode trocar o mascarpone por cream cheese, embora pessoas como a @lmaiss achem a diferença entre os dois absurda. Italianos, se me permitirem postar essa receita, fico devendo-lhes um favor, alla Godfather.

100g de ovomaltine
400g de mascarpone
1/2 pacote de biscoito champagne
3 gemas
100ml de leite
1 dose de conhaque
150g de açúcar de confeiteiro

rende 8 porções

Bata as gemas com o açúcar até obter um creme claro e leve. Acrescente o mascarpone e bata levemente, até deixar a mistura homogênea. Guarde na geladeira enquanto faz o resto.

Misture o conhaque ao leite, e vá molhando os biscoitos e forrando o fundo de uma travessa com eles. É legal ter uma travessa com pelo menos 5cm de altura se você quiser fazer mais de uma camada. Após feita uma camada de biscoito completa (não se preocupe se eles quebrarem), faça uma camada da mistura de queijo que estava na geladeira e polvilhe-a totalmente com ovomaltine. Se couber, repita tudo, fazendo mais uma camada.

O grande lance no final, que levei algumas tentativas para descobrir, é não ter medo de cobrir o mascarpone com ovomaltine. A última polvilhada tem que ser muito generosa. O ovomaltine vai derreter com o tempo, e formar um creme meio que achocolatado, irresistível!

Leve à geladeira por 3 horas. O tiramisú vai ficar firme e macio como um pavê, mas com um gosto muito mais elaborado. Coma gelado e… flutue.

Merengue de frutas vermelhas e amêndoas

8 julho, 2010 Sobremesas Tags:, , , , , 2 Comentários

Esta receita de merengue é uma variação do Eton Mess que resolvi inventar outro dia. Ah mas essa foi a melhor sobremesa de todos os tempos, pelo menos naquele dia. A refrescância das frutas vermelhas, com o adocicado sedoso do merengue, o crocante surpreendente das amêndoas… gelado na temperatura certa… não tem nem o que escrever aqui.

merengue de frutas vermelhas

100g de mirtilos (blueberry)
100g de amoras
100g de morangos bem maduros
100g de framboesas frescas
1 punhado de amêndoas
500ml de creme de leite fresco
250g de suspiros
1 colher sopa de vinagre balsâmico
2 colheres sopa de açúcar refinado
1 colher chá de essência de baunilha
Folhas de hortelã, para decorar

dá pra 8 sobremesarem

A ideia inicial é bem parecida com a do Eton Mess: separe 1/3 de cada uma das frutas, coloque num pilão com o vinagre balsâmico e uma colher de açúcar, e amasse bem, para fazer uma calda espetacular. Reserve.

Pique o resto das frutas em pedaços que caibam na boca. Reserve. Pique os suspiros em pedaços que caibam na boca, mas não use os farelos. Reserve também.

Bata o creme de leite fresco até o ponto de chantilly, adicionando uma colher de açúcar. Há quem coloque algumas raspas de limão ou laranja também, ao final, se for o seu caso. Quando você puder virar a tigela de cabeça pra baixo e o chantilly não cair, é aí que você descobre que bateu até o ponto de chantilly. De preferência, teste o ponto do chantilly virando a tigela na cabeça do seu convidado.

As amêndoas: eu curti fatiá-las em lâminas, e tostar com um pouco de azeite, deixando-as crocantes. Ficam sendo uma surpresa agradável no meio do merengue.

Agora é só misturar delicadamente o chantilly, suspiros, amêndoas e frutas, com cuidado para não desmanchar o chantilly! Sirva onde for servir e regue com a calda que os anjos amassaram para você. Decore com folhas de hortelã bem mimosas. Coma devagar.

Como transportar seu merengue

É muito importante levar os ingredientes separados e só misturar na hora de servir. O chantilly deve permanecer bem gelado, para não perder a consistência. Já os demais ingredientes, você pode levar já picados, de preferência em vasilhas com tampa. Cuide bem do seu merengue durante a viagem!

 

UPDATE

Esse merengue foi a sobremesa vencedora de uma edição do Jogo de Panelas, da Ana Maria Braga. Mais um motivo pra você experimentar!

E olha aí mais uma foto:

merengue de frutas vermelhas

Torta de bis

10 dezembro, 2009 Sobremesas Tags:, , , 16 Comentários

Aqui em casa vivem comprando caixas e caixas de bis para colocar numa vasilha de vidro e oferecer às visitas. Decidi roubar uma caixa e fazer uma surpresinha: Torta de bis. É verdade que ficou super doce, mesmo eu colocando pouco açúcar. Mas pra falar a verdade, foi bom ficar enjoativo, porque durou mais. É legal usar uma forma redonda de 25-30cm. Ela vai ficar bem baixinha, mas, se ficasse uma torta alta, a fatia seria grande demais para qualquer formiguinha doceira. A minha montagem da torta não ficou boa, nem a foto, mas garanto que não sobrou.

torta de bis

2 caixas de chocolate bis tradicional bem picada
2 colheres sopa de manteiga
1 lata de leite condensado
2 latas de leite integral (use a lata do leite condensado para medir)
2 colheres sopa de maizena
1 gema de ovo
200g de chocolate meio amargo
1 lata de creme de leite
2 claras em neve

rende 8 fatias para uma forma de 25cm

Num processador, transforme 25 dos seus 40 BIS disponíveis em uma farofa (pode usar um pilão ou liquidificador se for o caso). Adicione uma colher de manteiga derretida, 1 colher de água e misture bem. Use essa massa para forrar a sua forma (previamente untada, claro).

Para o creme, leve o leite ao fogo, misturando aos poucos a maizena, com cuidado para não empelotar. Acrescente o leite condensado, a gema e mais uma colher de manteiga, mexendo sempre. Quando começar a engrossar, desligue o fogo, e deixe esfriar um pouco. Despeje tudo sobre a massa da forma, e leve à geladeira enquanto faz o resto.

Quebre o chocolate e leve-o ao banho-maria. Bata as duas claras em neve, até ficarem firmes. Acrescente o creme de leite ao chocolate, misture bem, e junte as claras em neve em seguida, mexendo com delicadeza, pois você quer uma mousse, então preserve o ar formado com a clara.

Agora é colocar a mousse por cima do creme branco, que já deve ter esfriado e ficado um pouco mais firme, e cortar os 15 BIS restantes da maneira como você quiser, deixando-os fincados na mousse por cima, ou como a sua criatividade mandar. Leve a torta de bis à geladeira, e espere pelas 4 horas mais longas da sua vida.

Inovando na apresentação da torta de bis

Dá pra inventar um pouco mais de moda e dobrar a receita, e quadruplicar os bis dessa torta. Daí, você coloca esses bis em volta da forma – no meu caso eu acabei cortando eles no meio porque não tinha bis suficiente, mas você certamente vai se planejar melhor que eu, né? Dá uma olhada na maravilha que fica:

torta de bis montada

Inspirado em receita do site do Mais Você

Eton Mess (Merengue)

4 agosto, 2009 Sobremesas Tags:, , , , , , 2 Comentários

Inspirado em receita do livro Cook with Jamie

Inverno é época de morango, e eu particularmente sou um fã incondicional dessa fruta. Eu já tinha experimentado outras maneiras de fazer merengue de morango, mas essa aqui, quando deu certo, vou te falar que não rende nada. Porque meia hora depois de comer, você vai ficar pensando naquela tigela com o que sobrou na geladeira… e vai lá comer de novo.

500g/2 caixinhas de morangos, lavados e picados
500ml de creme de leite fresco

200g de suspiros
1 colher de chá de essência de baunilha

1 colher de chá de vinagre balsâmico

2 colheres sopa de açúcar de confeiteiro

rende no máximo uma hora

Separe 1/4 dos morangos e coloque num pilão. Amasse-os bem com o pilão (poderia ser com um garfo), misture com uma colher de chá de vinagre balsâmico (atenção: colher de chá é aquela menor!) e uma colher de sopa do açúcar. Coloque na geladeira. Os outros 3/4 dos morangos, apenas deixe-os picados e preparados para o gran finale. Picar os morangos “de comprido” dá todo um charme, não é? Pois é.

Os suspiros eu prefiro comprar prontos. Prefira os de padaria, fresquinhos, do que aqueles industrializados escuros feios. Quebre os suspiros em pedaços menores que os morangos e reserve.

Bata o creme de leite fresco numa batedeira, adicionando aos poucos a outra colher de açúcar, durante uns 4 minutos, até começar o ponto de chantilly. Vá adicionando junto a colherinha de essência de baunilha. É pra colocar bem pouca baunilha mesmo, senão escurece. O creme tem que ficar macio, mas consistente. Leve à geladeira por mais ou menos uma hora.

Chegando a hora de servir, misture delicadamente o creme de leite batido com as frutas esmagadas, e depois junte o suspiro e metade do morango picado. Misture gentilmente, e depois, use os outros morangos para enfeitar. É importante juntar tudo bem em cima da hora de servir, para que as consistências de cada ingrediente sejam preservadas. E também para que você não queira comer antes da hora.

Mousse de chocolate e morango

9 julho, 2009 Sobremesas Tags:, , , , 5 Comentários

Inspirado em receita do programa Menu Confiança, no GNT

mousse de chocolate e morango

Segundo o Claude, essa é para o Dia dos Namorrads. Mousse de chocolate e morango é algo fácil de fazer, e eu adoro coisas que ficam numa porção exata, tipo, um potinho que é todinho para você. É tão… pessoal…

1 barra (160g) de chocolate meio-amargo
4 claras de ovo
2 gemas de ovo
4 colheres sopa de açúcar refinado
500g de morangos
+- 1/2 xícara de açúcar cristal (dependendo da sua doçura)

Pique metade dos morangos e reserve. A outra metade, bata no liquidificador, misture o açúcar cristal, e coloque para ferver. Deixe ferver um pouco, e depois desligue o fogo. Deixe esfriar.

Derreta o chocolate em banho-maria (isso significa, aqueça água num recipiente largo, com outro recipiente de vidro ou plástico dentro, com o chocolate dentro deste último). Enquanto isso, bata as claras numa batedeira. Quando elas começarem a crescer, vá adicionando o açúcar refinado devagar, colher por colher. Você vai saber que chegou no ponto quando ela estiver macia e consistente, ou seja, você pode virar a vasilha de cabeça para baixo e nada vai cair. Faça isso em cima da cabeça da sua(seu) namorada(o), é o melhor teste.

Derretido o chocolate, misture as 2 gemas (se alguém puder explicar porquê, fico feliz). Misture metade das claras em neve e mexa vigorosamente. Agora, misture a outra metade, mas com a delicadeza de uma virgem cega dinamarquesa, porque é o aerado da clara que vai dar o efeito mousse no negócio. Distribua nas vasilhas mais bonitas que você tiver, e coloque na geladeira por duas horas.

Mas antes disso, passada uma hora, a calda já esfriou. Junte os morangos picados a ela, e despeje por cima da mousse, que já deve estar rígida o suficiente. Agora é deixar ela descansar na geladeira um pouco, enquanto você serve aquele jantar à luz de velas… e depois… sobrremêsse.

Mousse de limão

14 maio, 2009 Muito fácil, Sobremesas Tags:, , , , , 10 Comentários

Uma das coisas mais fáceis do mundo. Para você que fica encarregado de levar a sobremesa, mas não consegue nem fazer um miojo, ou então para você que está dando um banquete lindo mas esqueceu de cuidar da sobremesa… essa é perfeita, vai?

1 lata de leite condensado
2 latas de creme de leite sem soro
4 limões
1 pacotinho de gelatina sem sabor (opcional)

Dá pra 12 pessoas comerem um pouco

Primeiro, o truque da vovó: coloque as latas de creme de leite no congelador por uns 10 minutos, para endurecer; depois, abra as latas e fure com uma colher, para escorrer o soro. É importante escorrer bem o soro para que a mousse não fique um caldo. Raspe a casca dos limões no lado mais fino de um ralador, e reserve. Junte o suco desses limões ao leite condensado e ao creme de leite, no liquidificador. Se quiser que a mousse fique de partir mesmo, junte também a gelatina sem sabor, diluída em água conforme manda a embalagem. Bata tudo por alguns minutos. Experimente. Está bom? Muito azeda? Muito doce? Dá pra saber que é de limão? É a hora de ajustar de acordo com a doçura dos seus convidados.

Terminados os ajustes, coloque a mistura numa travessa. Com cuidado, salpique as raspas de limão por cima, que vão dar um charme, mas também um gosto muito mais interessante para a sua mousse. Leve à geladeira por pelo menos 1 hora. Enquanto janta, avise seus convidados para “reservarem barriga” para uma sobremesa muito especial. Faz parte do show.

Alternativa: mousse de maracujá, com 300ml de suco de maracujá concentrado ao invés do suco de limão, e sementes de maracujá ao invés das raspas de limão.

Switch to desktop version