tag: receita de comida americana

Jacked Potato (batata recheada)

10 maio, 2011 Acompanhamentos, Comida americana Tags:, , , , , , , , , 3 Comentários

Baked potato, Jacked potato, batata recheada, chame do que quiser. Uma bela batata assada recheada é um acompanhamento com jeitinho de prato principal. Você pode variar os complementos a gosto, e testar a sua habilidade de colocar o máximo possível de recheio dentro da batata. Motivo pelo qual alguns preferem as maiores que as menores. Se esse é o seu caso, algumas horas a mais no forno devem resolver. Mas, se você prefere as pequenininhas, fofinhas, gordinhas… é só seguir a receita:

500g de batatas pequenas
200g de bacon
250g de cream cheese
200g de queijo prato, ralado
2 colheres sopa de manteiga
Cebolinha picada à gosto
Azeite extra-virgem
Sal grosso

dá para 4 pessoas

Envolva cada batata com azeite, e depois esfregue sal grosso em toda a sua casca. Leve ao forno em temperatura média por 30-40 minutos, ou até que esteja macia. O segredo da batata no forno é que ela não absorve água, então fica com aquele sabor mais consistente, e uma textura mais agradável também, “floury” como eles dizem por aí. A casca deve ficar crocante e salgadinha. Não a desperdice!

Corte o bacon em cubos, aqueça uma frigideira e frite-o em sua própria gordura. Reserve em uma tigelinha. Bata o cream cheese com um garfo, para que se solte, e coloque em outra tigelinha. Pique a cebolinha, e mais outra tigelinha. Queijo prato (seria o Jack Cheese americano) em outra tigelinha, e quase tudo pronto. Agora é fazer uma incisão na batata, retirando um pouquinho de seu interior para acomodar os recheios. Comece com um pouquinho de manteiga por dentro, que deve derreter com o próprio calor da batata; depois, o cream cheese, o bacon, que se acomoda sobre o cream cheese, o queijo e a cebolinha. Batata recheda é diversão garantida!

Guacamole & Queso Dip

30 junho, 2010 Comida americana, Comida mexicana, Petiscos Tags:, , , , , , , , 11 Comentários

guacamole con queso

Lá em Austin tem uma rede de cafés daqueles que ficam abertos 24 horas que se chama Kerbey Lane. Lá no Kerbey Lane tem um dos pratos mais consagrados de todo o Texas: O Kerbey Queso. E embora eles tenham esse nome original, eu decidi colocar o meu nome, pra ficar mais claro. O Kerbey Queso é servido morno, numa tigela grande, com uma cesta de nachos gigante. Era pra ser aquelas comidas de bêbado voltando de festa, mas lá as pessoas comem isso a qualquer hora, porque é tão bom. É basicamente um guacamole com um molho quente de queijo derretido por cima. Sem dúvida, um excelente molho para doritos. Good-old Tex-Mex food, here I come!

1 abacate bem maduro
1 tomate andrea ou outro tomate sem acidez
1 cebola
1 dente de alho
1 maço de coentro
2 colheres sopa de suco de limão
200g de queijo prato
200ml de leite integral
200ml de creme de leite fresco
1 colher sopa de farinha de trigo
2 colheres sopa de manteiga
2 colheres sopa de óleo vegetal
Sal à gosto
Nachos/Doritos para acompanhar

rende o primeiro tempo do jogo

Derreta a manteiga com o óleo numa panela e adicione 1/2 cebola bem picadinha. Deixe fritar até que fique translúcida, depois acrescente o alho bem picadinho também. Acrescente o leite, e a seguir a farinha, aos poucos. Coloque farinha suficiente para engrossar o leite, mas sem empelotar. Aí é hora de ir colocando o queijo, de preferência ralado na hora, um pouco de cada vez. Vá colocando e mexendo, nunca deixando a mistura virar um “queijão”, porque ela tem que ser líquida/pastosa para dar certo. Coloque mais leite se necessário. Assim que terminar de entrar com o queijo, acrescente o creme de leite fresco e misture. Caso o seu Queso não esteja pastoso e pegajoso, deixe cozinhar por mais alguns minutos. Caso contrário, desligue o fogo. Há quem acrescente pimenta jalapeño ou dedo-de-moça picadinha também… fica a seu critério.
Enquanto o Queso se forma, faça a guacamole: se você escolheu o abacate certo, vai poder espremê-lo para fora da casca sem dificuldade, e amassá-lo com um garfo. Descasque o tomate, retire as sementes e pique-o em cubinhos. Pique a cebola bem fininha também. Acrescente ambos ao abacate bem amassado, mais uma colher de sopa do coentro picado o menor que você conseguir. O coentro é opcional, tem muita gente que não curte… mas se você quer fazer o Kerbey Queso tem que fazer a devida Guacamole! Acrescente agora o suco de limão e uma pitada de sal. Experimente. Sempre será necessário equilibrar os ingredientes, para que sua guacamole fique suave, refrescante… e do jeito que você gosta, claro.
Agora é montar a sua tigela com a guacamole no fundo e o queijo derretido por cima. Sirva com nachos/doritos, e quem sabe uma boa Corona ou Sol (a mexicana) com un lemoncito. Mas avisa pro pessoal que o Kerbey Queso é para mergulhar o doritos… não é pra comer com colher.

Buffalo Wings – receita de asa de frango picante

14 outubro, 2009 Comida americana Tags:, , , , , , , , , , 4 Comentários

Assim como eu na primeira vez, você deve estar se perguntando “búfalo tem asa?” ou algo do tipo. Explico: Buffalo Wings são cortes da asa do frango fritos à moda da cidade de Buffalo, nos EUA. O que explica serem fritos, e serem ultra-calóricos. A pimenta é essencial neste prato: faz parte do charme passar um pouco de calor.

Buffalo Wings

1kg de coxinha de asa de frango
1 colher de sopa de vinagre de vinho branco
200ml de leite
1/2 cebola, bem picadinha
1 dente de alho
1 colher sopa de salsinha, bem picadinha
4 colheres de sopa de maionese
suco de 1/2 limão
100g blue cheese (usei gorgonzola mesmo)
Sal e pimenta do reino
Alguns talos de salsão e cenouras
1/2 colher de café de pimenta cayenne
Molho de pimenta (Tabasco ou similar)
2 colheres sopa de manteiga
Óleo para fritar

Rende para 4 pessoas petiscarem

Misture o vinagre com o leite, bata um pouco e deixe que o leite azede. Adicione a cebola e alho bem picadinhos, a maionese, o queijo (esfarele-o bem, com a mão mesmo), o suco de limão. Cuidado ao adicionar a pimenta cayenne! Não a subestime. Ajuste o sal e pimenta, e vá ajustando a proporção de ingredientes até ter uma pasta com a consistência um pouquinho mais solta que maionese. Misture bem. Coloque na geladeira até o momento de servir.

Pique os talos de salsão como baquetas de bateria, e coloque de molho na água, para aliviar o ardido. Descasque a cenoura e pique em palitinhos como de batata frita. É muito importante picar salsão e cenoura da maneira correta, pois isso vai determinar a maneira de comer mais pra frente.

Esfregue um pouco de sal e pimenta nas asinhas, e umas gotas de limão, só para dar gosto. Aqueça uma boa quantidade de óleo numa panela funda. Mergulhe as asinhas completamente no óleo, e deixe que fritem até ficarem um dourado escuro. Lembrando que Buffalo Wings é fritura na veia, meu povo! Enquanto isso, derreta a manteiga numa frigideira, com uma quantidade à gosto de tabasco (recomendo 2 colheres de sopa para a receita inteira). Como eu disse, eu curto o calor da pimenta, mas tem gente que não, né?

Retire as coxinhas e role-as na frigideira de manteiga e tabasco por alguns minutos. Depois é só secar tudo bem, com papel toalha. Se você quiser, pode levá-las ao forno alguns minutos também, tem gente que diz que fica mais saudável. Para mim, se você entrou nessa de comida americana, querer saudável é paradoxal.

Como servir buffalo wings

Sirva o molho (também chamado de dip) com os petiscos em volta. Vá comendo um salsão e uma cenoura aqui e ali, se você é uma pessoa paradoxal. Ele pode ser a entrada de um prato mais pesado, como uma costeleta de porco ao molho barbecue. Fica a seu critério ser médio feliz, ou muito feliz.

Frango Santa Fé

16 março, 2009 Carnes, Comida americana Tags:, , , , , , , , , 3 Comentários

receita de frango frito

Eu comi algo parecido num restaurante americano, e decidi inventar a minha versão. Não ficou tão bonito, porque a crosta de fora é meio complicada de fazer. Na verdade ele todo dá um trabalhozinho. Mas o gosto é bem bom sim.

500g de filezinhos de peito de frango (aqueles pequenos e compridinhos)
200g de bacon em um pedaço generoso ou já em tiras
300g de queijo prato
1 xícara de farinha de rosca
2 colheres de queijo parmesão ralado fresco
1 xícara de manteiga derretida
1 copo de leite
1 colher de sopa de cominho
Sal e pimenta do reino moída
Papel manteiga
Alguns palitos de dente

rende 6 porções

A primeira coisa é bater os filezinho com um martelo de carne, deixando-os fininhos e bons para enrolar. Tempere-os individualmente com sal e pimenta e reserve. Faça fatias longas do bacon, se ele já não veio assim, e também do queijo (um fatiador de queijo ajuda muito nessa hora). As fatias têm que ter uma largura compatível com a do seu frango. Agora, monte os rolinhos abertos com o frango por fora, uma fatia de queijo e uma de bacon. Enrole com carinho e prenda com um ou dois palitos de dente.

Misture o cominho, o parmesão ralado e a farinha de rosca, fazendo uma farinha. Derreta a manteiga, mergulhe cada rolinho nela, e depois role na farinha. Vá dispondo os rolinhos em uma assadeira forrada com papel manteiga. Quando terminar, coloque a assadeira na geladeira por 1 hora. A manteiga vai endurecer e formar a famosa crosta em volta do rolinho.

Após esse tempo, leve ao forno quente por cerca de meia hora, ou até que estejam bem cozidos.

Sirva com um milho cozido e manteiga, só pra tirar onda de americanizado. Recomendo uma boa mostarda para acompanhar.

Salada Coleslaw – salada americana de repolho, cenoura e cebola

9 fevereiro, 2009 Comida americana, Saladas Tags:, , , , , , , 4 Comentários

Salada Coleslaw

Essa tradicional salada americana vai muito bem com carnes vermelhas assadas, ou num churrasco, ou até num sanduíche. É refrescante e surpreendentemente bem aceita – muita gente que não come salada come coleslaw sob o pretexto de não ser uma salada.

1/4 de repolho verde
2 cenouras grandes
1 cebola
1 colher folhas de hortelã(menta) rasgadas
1/2 xícara de uvas passas brancas
3 colheres de maionese
suco de 1 limão

rende 6 porções

Bem, acho que duas coisas fazem uma boa coleslaw: textura e frescor. Por isso, é importante usar vegetais frescos e cortá-los perto da hora de servir. É importante cortar o repolho em tiras bem finas, ralar a cenoura inclinada para dar pedacinhos maiores, e fatiar a cebola também fina, cortada ao meio, e separando os anéis uns dos outros antes de misturar.

Jogue tudo numa tigela, acrescente o suco de limão, a maionese, as passas e misture bem… com as mãos! A maionese deve envolver os ingredientes, mas não fazer deles uma pasta. Adicione as folhinhas de menta, que vão dar aquele arzinho frio na boca, e um pouquinho de sal.

Experimente. Está muito azeda? Você consegue sentir todos os ingredientes? Compense as proporções com o seu senso de justiça. Sirva fria.

Variações que eu já vi da salada Coleslaw

Vale a pena dizer que eu já comi Coleslaw de vários tipos. Primeiro, sem passas. Depois, com repolho roxo. Com pepino misturado. Com picles decorando. Com iogurte ao invés de maionese. Com limão siciliano ao invés do limão normal. E por aí vai. O importante é não perder o espírito coleslaw de ser: crocância, frescor e ser molhadinha, pra acompanhar uma carne gorda como uma costela barbecue.

Switch to desktop version