Aprenda a fazer rosquinha de pinga e viaje no tempo

26 outubro, 2020 Lanches Tags:, , , 3 Comentários

Presentes desde o século XVIII, as quitandas ainda continuam nas nossas mesas e nas nossas memórias – como por exemplo a rosquinha de pinga!

quitanda-rosquinha-de-pinga

por Mônica Dias Batista

Biscoitos, bolachas, quitandas… Existem nomes diferentes para essas delícias, mas num ponto todo mundo concorda: não dá para viver sem elas!

De origem africana, a palavra kitanda significa tabuleiro onde são expostos os gêneros alimentícios à venda nas feiras. O autor mineiro Eduardo Frieiro define a quitanda como pastelaria caseira composta por biscoitos, broas, roscas, sequilhos, bolos, entre outros quitutes do café da tarde.

E você sabia que no Brasil o biscoito é tão popular que no dia 20 de julho é comemorado o dia do biscoito? Uma pesquisa realizada pela Kantar WorldPanel, identificou que o biscoito está presente em 99,7% dos lares brasileiros, ou seja, em praticamente todas as casas do país as pessoas consomem biscoito.

Seja para consumo próprio ou para vender, já existe um mercado consumidor pronto, que certamente prefere as produções artesanais ao invés das industrializadas, com excesso de açúcar e ingrediente artificiais.

Nada se compara ao prazer de passar um café quentinho, abrir um pote de biscoitos artesanais e comer até acabar! Quem nunca?

Muitos biscoitos artesanais levam, em grande parte de suas receitas, diferentes tipos de farinhas de milho e de mandioca, alimentos encontrados em abundância no território brasileiro e com valor bem acessível, o que acaba gerando uma margem de lucro muito boa para quem quer produzir para vender.

Cada família tem suas próprias receitas de biscoitos e bolachas. Os nomes podem ser os mesmos, mas as quantidades de cada ingrediente, mesmo variando pouco, já trazem um resultado completamente diferente. Uma pitada de sal ou de semente de erva-doce a mais, um formato mais fino que traz mais crocância, trocar polvilho doce pelo azedo… Essa exclusividade de sabor é o que desperta nossas lembranças quando comemos algo que gostamos muito.

E a receita que será compartilhada hoje traz muito mais que história dentro dela. A Rosquinha de Pinga traz um desejo que a cada dia tem tomado forma e alcançado mais pessoas: o Projeto Fermento.

O Projeto Fermento foi idealizado por Lucia Soares e nasceu em São Paulo, em meio à pandemia de Covid-19. Chef confeiteira, professora e consultora, Lucia sempre se envolveu com instituições que realizam trabalhos sociais. Nesse momento delicado se questionou sobre qual atitude poderia tomar diante de tantas pessoas com problemas financeiros por terem perdido seus postos de trabalho, e concluiu que o melhor a fazer era compartilhar o que mais possui: conhecimento.

O objetivo do Projeto Fermento é ser uma escola virtual e alcançar cada vez mais pessoas. Não só receitas são compartilhadas, mas também outras informações importantes para que os alunos possam compreender a parte técnica da confeitaria e, a partir disso, criar suas próprias receitas. Também são abordados diferentes tipos de embalagem para comercialização e como calcular custos e lucro na produção, tudo muito bem explicado em vídeos e numa apostila já disponível na página do Facebook.

“Esse curso foi elaborado com minhas melhores receitas de biscoito e bolacha! Tenho muito orgulho de contar para você que comecei assim, trinta anos atrás, fazendo biscoitos para vender e ajudar nas despesas da casa. O resultado foi surpreendente! Logo as encomendas cresceram e, de repente, eu já não dava conta de fazer tudo sozinha”, afirma Lucia.

Por ser um projeto sem fins lucrativos e totalmente voluntário, outros amigos foram se juntando para também compartilhar seus talentos, e como uma massa com fermento, não para de crescer.

A receita que será compartilhada hoje faz parte do primeiro curso de Biscoitos e Bolachas e nos remete à casa de vó, de tia ou de mãe. A rosquinha de pinga é uma das quitandas mais apreciadas no Brasil. É fácil de fazer, os ingredientes são baratos e encontrados em qualquer mercado, e tem uma durabilidade muito boa, especialmente para quem deseja comercializar. Não se sabe ao certo como ela surgiu, mas é provável que alguém queria dar um gostinho a mais, por isso ela é finalizada com pinga. Por isso use uma bebida de ótima qualidade, pois ela dá a principal característica a essa rosquinha.

Agora chega de papo e já coloque a água do café para ferver. Tenho certeza que você vai querer fazer essa Rosquinha de Pinga hoje mesmo!

Foto Rosquinha de Pinga

 

Para a rosquinha de pinga:

Massa

250g de farinha de trigo
90g de açúcar refinado
1 ovo
50ml de leite integral
50g de manteiga sem sal gelada
1 pitada de sal
10ml de pinga
3g de bicarbonato de sódio
3g de fermento químico em pó

 

Finalização

50ml de pinga para pincelar
100g de açúcar refinado para passar as rosquinhas

 

Em um recipiente, peneire e misture a farinha, o açúcar, o bicarbonato, o fermento e o sal. Acrescente a manteiga gelada picada e trabalhe com a ponta dos dedos para obter uma farofa. É necessário que a manteiga esteja bem gelada, caso contrário você não vai conseguir fazer essa farofa. Abra uma cova e junte o ovo batido, a pinga e o leite, e amasse bem.

Existem duas maneiras de modelar as rosquinhas. Com um rolo, abra a massa com a espessura de 3mm. Corte círculos com um cortador de 5cm e, com um cortador menor, corte o meio do círculo. Essas pequenas porções devem ser juntadas para abrir a massa novamente. A outra maneira é separar bolinhas da massa, abrir em rolos com diâmetro de um dedo (as famosas cobrinhas) e fechar como se fossem argolas de 5cm.

Arrume as rosquinhas de pinga no tabuleiro antiaderente ou sobre um tapete de silicone. Pré-aqueça o forno a 180ºC e asse as rosquinhas por cerca de 15 minutos. Retire do forno e pincele a pinga imediatamente com a ajuda de um pincel. Passe no açúcar e deixe esfriar. Caso não queira finalizar com pinga, use chá de camomila bem forte. Guarde em recipiente hermeticamente fechado por até quinze dias. Mas é claro que elas não vão durar tanto tempo assim!

 

Para saber mais sobre o Projeto Fermento, siga as redes sociais:

Instagram: @projeto.fermento
Facebook: Projeto Fermento
Fotos: Mauro Holanda

3 Comentários

  1. admin em novembro 21, 2020 diz:

    Meu pai fazia rosquinha de pinga todo final de ano.
    Pena que não guardei a receita. Mas era um pouco diferente da sua.
    De qualquer forma vou fazer sua receita.
    Obrigada por compartilhar

    Responder
  2. admin em janeiro 13, 2021 diz:

    bride, Julie d’Angenne.

    Responder
  3. admin em abril 1, 2021 diz:

    Excelente receita!

    Quer ter acesso ao curso sobre receitas salgadas + bónus com outras variadas receitas e ainda receber certificação?
    O CURSO RECEITAS SALGADAS LUCRATIVAS é o único treinamento 100% online que ensina o passo a passo pra você ter sucesso na sua vida profissional e pessoal. Você vai aprender uma forma de se organizar e se tornar mais produtivo no seu dia a dia. Com Receitas Exclusivas para Lucrar muito.
    O curso conta com módulos distribuídos em + de 50 vídeo aulas. Você vai se tornar um realizador de forma prática simples e fácil. Você também terá acesso ao material totalmente criado pensando no seu aprendizado: são textos, vídeo aulas para aumentar sua produtividade pessoal e profissional.
    Se você sente que não consegue produzir nada durante o dia e que gostaria de ter mais 24h pra poder fazer tudo o que tem vontade esse curso vai te ajudar intensamente.
    Acesse já e garanta seu futuro:
    https://bit.ly/3sEdPpY

    Responder

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version