Bistrotecaria, um boteco bistrô

25 abril, 2014 Comi fora Tags:, , , , 1 Comentário

selo_convidado2

Dei um pulo lá na Bistrotecaria, que abriu há pouco mais de 6 meses, para comer fora de casa e variar o cardápio. Fui calorosamente recebido pelo Guilherme, que me mostrou a casa, o cardápio e me contou tudo o que tem feito por lá.

A ideia toda é uma pegada de bistrô, de restaurante fino, mas com pratos, ambiente e atendimento de botequim. O que eu achei bem legal! Olha só o cardápio de entradas. De sardinha a moelinha, e eu caí de queixo em cima!

bistrotecaria-cardapio

O atendimento está bem mais para boteco do que para bistrô, só que no bom sentido: a cerveja super gelada, e o garçom não admite que você chegue à metade do copo sem dar aquela completada e descer outra logo em seguida. O ambiente tem aquela decoração estaile meio hipster meio hippie meio charme, bacana também.

Comecei com o petisco mais pedido da casa, a Sardinha no Varal. Dizem eles que a sardinha realmente fica pendurada em um varal, escorrendo o óleo, para depois ser devorada. Claro que eu acreditei! Se você desconfiar de tudo não vai aproveitar nada. Achei a sardinha bem saborosa, aliás, tenho tentado fazer um escabeche de sardinha que nunca saiu legal. Mas tem uma coisa que nem sempre vai legal: a quantidade de espinhos pequenos que ela tem. Daí ninguém escapa… E ah, o prato vem com uma couvezinha frita charme também:

bistrotecaria-sardinha-no-varal

 

A moela bicuda veio logo em seguida, e desbancou a sardinha na minha vida. Aqueles molhinhos da própria carne que te fazem comer pão e pedir mais pão porque você não aceita que ainda possa existir molho na cumbuca. Sabe como? Assim:

bistrotecaria-moelinha-bicuda

 

Como pratos principais, pedimos um dos carros-chefe da casa também, a língua com purê de pimentão e farofa crocante. Você que me lê já sabe que eu adoro língua, e não tenho problema nenhum com ela, e bem preparada então nem se fala. Só o purê que não foi meu favorito, talvez porque ficou bonito demais e criou muita expectativa. Olha que lindo:

bistrotecaria-lingua

 

O prato da minha noiva (talvez seja a última vez que eu escreva noiva, hi hi) era mais sofisticado, menos buteco e mais bistrô. Linguine com lagostins, berinjela e bacon. Uma combinação inusitada que muito me interessou. Bacon é vida, gente. Vai bem com tudo. E foi muito bem com os lagostins também, que eu estou com mania de comer.

bistrotecaria-linguine-lagostim

 

A sobremesa é que eu achei muito foderosa. Um sorvete de queijo, que deve ter dado mó trabalhão pra achar porque é muito bom, com crocante de amêndoas e goiabada ao forno. Quente com gelado, doce com salgado… pecado.

bistrotecaria-queijo

 

O preço também tá mais pra boteco que pra bistrô chique (vide cardápio acima só como referência da época deste post), então dá pra ir e voltar sem ter que se prostituir pra pagar a conta. Também fiquei sabendo que abre para almoço, com prato executivo e tal… só não vai dar pra tomar uma gelada no meio do expediente. Ou dá?

Bistrotecaria
r. Álvares Macial, 379 – Santa Efigênia
Belo Horizonte MG
31 3267 0234
Vai no site deles

Trackbacks para este post

  1. Vamos falar de coisa boa? - Coxinha Nerd

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version