Picanha parrillera

16 abril, 2009 Carnes Tags:, , , , 4 Comentários

foto de picanha com batata frita com alecrim e alho

Comi junto com: Batatinhas com alecrim e alho e
Salada Coleslaw

Quanto mais leio sobre carne, mais aprecio pedaços altos e preparados com uma certa ternura. Já penso que quem não gosta de carne mal passada, não gosta de carne nenhuma, não tem prazer na vida.

Nesse tempero eu tentei imitar aquelas carnes uruguaias que a gente come em restaurantes com uma parrilla. Claro que o preparo é completamente diferente, mas, com uma boa peça de picanha em mãos, e alguma habilidade com o ponto certo da carne, não tem como ficar ruim.

Vale lembrar:
• Peça de picanha de mais de 1,5kg não é só picanha, tem outras carnes envolvidas, geralmente coxão duro (se o seu boi for nacional);
• Ao preparar a carne, nunca tampe a panela, nem a esprema com um garfo;
• Não fure a carne, pensando que o tempero vai “entranhar”

1 peça de 1,2kg de picanha
300ml de vinho tinto de mesa (pode ser próprio para tempero)

1 colher sopa de cominho
1 maço de tomilho fresco
3 dentes de alho
1/2 colher sopa de pimenta do reino em grãos
2 colheres sopa de sal grosso

3 colheres sopa de azeite extra-virgem

rende 6 porções

Soque o alho, as folhinhas de tomilho e o cominho em um socador até obter uma espécie de pasta. Corte bifes da picanha de mais ou menos 2 dedos de largura, e esfregue o tempero obtido nos 2 lados delas. Coloque-as dentro de um saco plástico. Adicione a pimenta em grãos e o vinho, retire todo o ar do saco plástico, dando um nó, e deixe marinar por não menos de 3 horas, de preferência umas 6.

*dica do leitor: Ele sugere deixar para acrescentar o sal grosso só um pouco antes do preparo, para não salgar demais a carne nem fazer com que ela desidrate. Prometo fazer o teste pra comparar e posto aqui!

Aqueça o azeite numa frigideira grossa e larga, até ficar bem quente. Disponha os bifes nela, com alguma folga entre eles. Assim que fritarem por fora (o tal “selar” a carne), vire-os, doure mais um pouco e abaixe o fogo. Isso deve conservar a carne macia e suculenta por dentro.

Mais alguns minutos até a carne chegar ao ponto que você gosta, e pronto. É só retirar da frigideira, deixar os bifes descansarem no prato por alguns poucos minutinhos, e servir. Pecado.

4 Comentários

  1. calebe em julho 13, 2014 diz:

    Beleza o seu site.

    Vou fazer uma observação com o intuito de melhorar.

    A mistica de picanha só deve ter até 1 kg ou 1,2 kg é para se pensar.

    O gados da raça zebuína (como o nosso nelore) realmente a picanha não é muito grande.

    Nos gados de raça britânica (Angus, Hareford, etc…) por se tratarem de animais que possuem uma morfologia onde produzem mais carne, as picanhas podem chegar facilmente a mais de 2kgs. Se voce tiver oportunidade de colocar lado a lado 2 picanhas destas 2 raças, vai perceber que em comprimento elas não diferem muito, mas em largura e altura a diferença é bem grande.

    O que diferencia o “fim” da picanha é a terceira veia. A partir dai é coxão duro.

    Boa Sorte!!!

    Responder
  2. calebe em julho 13, 2014 diz:

    Para completar, eu não colocaria o sal na marinada, para evitar a desidratação da carne.
    Afinal voce não vai querer fazer carne de sol.
    Somente na hora de ir pro fogo é que se deve acrescentar o sal.

    Abraços

    Responder
    • calebe em julho 14, 2014 diz:

      Que aula é essa! Obrigado pelo seu comentário, até inseri uma obs no post!

      Responder

Trackbacks para este post

  1. Dia dos Namorados | Jantar romântico completo | Casarei

Deixe sua resposta

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version