Ravioli aberto de burrata, pesto e tomates

5 abril, 2013 Comida italiana, Entradas 0 Comentários

ravioli aberto de burrata e pesto

Quando participei do Jogo de Panelas da Ana Maria Braga, um dos pratos que mais me encantou foi a entrada que o Bruno cozinhou. O tema era O Poderoso Chefão, um dos meus filmes favoritos. O nome, cuidadosamente pensado: Il Baccio Del Compadre – o beijo do compadre, que me remeteu imediatamente à cena do beijo de Michael Corleone em Fredo, seu irmão, que havia ordenado seu assassinato. O chamado “beijo da morte” é na boca mesmo, logo depois da clássica fala: “eu sei que foi você, Fredo… você partiu meu coração”. E é claro que Fredo é quem morre, pouco tempo depois. Foi mal galera, mas ele morre.

Il Baccio del Compadre, o beijo da morte no filme O Poderoso Chefão
Il Baccio del Compadre, o beijo da morte no filme O Poderoso Chefão

Tentar replicar essa receita, para mim, é um exercício de humildade em reconhecer que meu concorrente fez algo realmente delicioso. Admito que é um prato sensacional. Il Baccio del Compadre é um ravioli aberto delicioso, cheio de coisas que eu curto: massa fresca, burrata, tomates e pesto. Tem como dar errado?

200g de massa fresca (receita aqui)
1 burrata
1/2 lata de tomates pelados
2 colheres sopa de açúcar
1/2 receita de molho pesto (veja como fazer aqui, ou compre pronto)
1 punhado de salsinha crespa, para decorar

dá pra 4 pessoas

Comece colocando os tomates sem o caldo para ferver com o açúcar e a pimenta. Rola até umas gotas de balsâmico se você quiser inventar moda. Deixe que reduza até formar uma pasta consistente, tipo um purê. Enquanto isso, vá ajeitando o seu pesto. Reserve ambos fora da geladeira, para que fiquem em temperatura ambiente. 

Abra a massa com carinho. Eu tenho a maquininha e parei no número 7, que é um número de sorte. O importante é que ela não fique muito fina, senão perde a graça… prefiro mais grossinha. Corte-a em quadrados de 10cm com as bordas o mais bonitas que conseguir. Aqui, vale tudo: régua, faca, palmo… só não vale cortar feio! Você precisa de 2 quadrados por porção.

Cozinhe a massa rapidamente e em seguida passe-a pela água fria, até com gelo se quiser, para interromper o cozimento e deixá-la al dente. Monte o pratinho da entrada: um pouco de pesto embaixo, uma folha da massa, 1/4 da burrata, que deve se desmanchar lindamente, mais a outra folha de massa, mais um pouco de pesto, uma colher sopa da redução de tomates e a salsinha crespa para decorar por cima. Se não seguir a ordem, dane-se, vai ficar uma delícia também.

Il Baccio del Compadre não é vingança, mas é um prato que se come frio. Capisce? A máfia tem dessas coisas.

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Switch to desktop version