tag: Batatas

Picanha parrillera

16 abril, 2009 Carnes Tags:, , , , 4 Comentários

foto de picanha com batata frita com alecrim e alho

Comi junto com: Batatinhas com alecrim e alho e
Salada Coleslaw

Quanto mais leio sobre carne, mais aprecio pedaços altos e preparados com uma certa ternura. Já penso que quem não gosta de carne mal passada, não gosta de carne nenhuma, não tem prazer na vida.

Nesse tempero eu tentei imitar aquelas carnes uruguaias que a gente come em restaurantes com uma parrilla. Claro que o preparo é completamente diferente, mas, com uma boa peça de picanha em mãos, e alguma habilidade com o ponto certo da carne, não tem como ficar ruim.

Vale lembrar:
• Peça de picanha de mais de 1,5kg não é só picanha, tem outras carnes envolvidas, geralmente coxão duro (se o seu boi for nacional);
• Ao preparar a carne, nunca tampe a panela, nem a esprema com um garfo;
• Não fure a carne, pensando que o tempero vai “entranhar”

1 peça de 1,2kg de picanha
300ml de vinho tinto de mesa (pode ser próprio para tempero)

1 colher sopa de cominho
1 maço de tomilho fresco
3 dentes de alho
1/2 colher sopa de pimenta do reino em grãos
2 colheres sopa de sal grosso

3 colheres sopa de azeite extra-virgem

rende 6 porções

Soque o alho, as folhinhas de tomilho e o cominho em um socador até obter uma espécie de pasta. Corte bifes da picanha de mais ou menos 2 dedos de largura, e esfregue o tempero obtido nos 2 lados delas. Coloque-as dentro de um saco plástico. Adicione a pimenta em grãos e o vinho, retire todo o ar do saco plástico, dando um nó, e deixe marinar por não menos de 3 horas, de preferência umas 6.

*dica do leitor: Ele sugere deixar para acrescentar o sal grosso só um pouco antes do preparo, para não salgar demais a carne nem fazer com que ela desidrate. Prometo fazer o teste pra comparar e posto aqui!

Aqueça o azeite numa frigideira grossa e larga, até ficar bem quente. Disponha os bifes nela, com alguma folga entre eles. Assim que fritarem por fora (o tal “selar” a carne), vire-os, doure mais um pouco e abaixe o fogo. Isso deve conservar a carne macia e suculenta por dentro.

Mais alguns minutos até a carne chegar ao ponto que você gosta, e pronto. É só retirar da frigideira, deixar os bifes descansarem no prato por alguns poucos minutinhos, e servir. Pecado.

Frango com ervas, aspargos e batatinhas

4 março, 2009 Carnes Tags:, , , , , 0 Comentários

sobrecoxa de frango com aspargos

Comi junto com Risoto de limão siciliano e menta

Cheguei à conclusão nada brilhante que a coxa com sobrecoxa é o corte mais saboroso do frango. A carne é tenra e suculenta. Você pode impregná-la de tempero e fazer o que quiser depois.

4 cortes de coxa com sobrecoxa de frango
1 kg de batatas pequenas
8 talos de aspargo

2 punhados de estragão
2 punhados de folhas de sálvia

200ml de vinho branco
5 colheres de vinagre balsâmico
Azeite extra-virgem
Sal e pimenta do reino

rende 4 porções

Faça cortes no frango para entranhar o tempero. Esfregue sal e pimenta nos cortes, e vá enfiando a sálvia onde possível. Aqueça uma frigideira com azeite e coloque as coxas para dourar. Quando ficarem bem douradas, regue mais azeite e coloque numa travessa, com a pele virada baixo. Reserve a frigideira suja. Jogue o vinho branco por cima do frango, e também o estragão. Role as batatinhas na gordura da panela, e disponha-as em volta das coxas. Leve ao forno em temperatura média por mais ou menos 40min.

Depois de uns 20 minutos de forno, aqueça a frigideira com a gordura que ficou do frango, e doure os aspargos nela, até ficarem macios. Coloque os aspargos na travessa para aproveitarem os últimos minutos de forno (mas tem que ser pouco, senão eles murcham). Você pode deixar o frango ficar bem dourado, dificilmente vai ressecar.

Na hora de servir, é legal montar o prato distribuindo os aspargos para todos, porque senão pode dar briga! Regue um pouco de vinagre balsâmico por cima do frango. Delicioso.

Switch to desktop version